Por: UEFA.com

O Porto despediu-se da UEFA Champions League após empatar 0-0 em Anfield frente ao Liverpool, apurado para os quartos-de-final da UEFA Champions League graças aos 5-0 da primeira mão.

COMO TUDO ACONTECEU

Os anfitriões criaram a primeira jogada de perigo aos 18 minutos, mas Sadio Mané falhou a emenda à boca da baliza, o Porto respondeu no minuto seguinte, com Vincent Aboubakar a rematar por alto de ângulo difícil.

O relógio marcava meia-hora de jogo quando o avançado senegalês do Liverpool voltou estar perto de marcar com um remate forte, mas que foi devolvido pelo poste. Aos 35 minutos foi Dejan Lovren a ameaçar com um cabeceamento, só que a bola passou por cima da trave e o marcador ficou em branco até ao intervalo.

A equipa de Sérgio Conceição, com os jovens estreantes Diogo Dalot e Bruno Costa titulares, esteve muito perto de marcar no reinício da segunda parte. Majeed Waris rematou forte e colocado da entrada da área, mas Loris Karius fez uma excelente estirada. O Liverpool respondeu perto da hora de jogo, quando Roberto Firmino desmarcou-se bem e Felipe conseguiu interceptou o remate.

O jogo perdeu depois velocidade e interesse, só ganhando animação nos minutos finais com três suplentes como protagonistas. Mohamed Salah rematou para defesa de Casillas aos 82 minutos e, poucos segundos depois, Sérgio Oliveira fez a bola passar a rasar a trave do Liverpool. Já muito perto do final, Danny Ings cabeceou na área em excelente posição e só um voo soberbo de Casillas permitiu ao Porto regressar de Anfield com o nulo.

Figura: Felipe (Porto)

O defesa brasileiro regressou após ter cumprido castigo na primeira mão e com uma exibição autoritária foi fundamental no nulo conseguido em Anfield.

Momento: Casillas voador

A dois minutos do final Ings surgiu isolado a cabecear na área e Casillas fez uma defesa sensacional que segurou o empate.

Estatísticas importantes

• Liverpool rematou quatro vezes aos ferros na #UCL desta época; só Manchester United (5) tem mais;

• Esta foi apenas a quinta vez em 42 jogos esta época que o Liverpool ficou em branco;

• Milner precisa de mais uma assistência para igualar o recorde de assistências numa época pertencente a Neymar e Wayne Rooney;

• Esta foi apenas a segunda vez que o Porto não sofreu golos nos últimos dez desafios na #UCL;

DEIXE UMA RESPOSTA